Portal Uno Midias
Internacional

Voo de Nancy Pelosi pousa em Taiwan, e China faz sobrevoo com aviões de guerra

Em uma visita não divulgada e sob ameaças da China, o avião da Força Aérea dos Estados Unidos transportando a presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, chegou na manhã desta terça-feira (2) a Taiwan.

O avião pousou agora há pouco no aeroporto de Taipei. Por conta da visita, aviões de guerra da China sobrevoaram a linha que divide o Estreito de Taiwan e monitoraram o trajeto do voo, que saiu da Malásia, a primeira visita de Pelosi na viagem que faz à Ásia.

“A visita de nossa delegação do Congresso a Taiwan honra o compromisso independente dos Estados Unidos em apoiar a democracia vibrante de Taiwan”, declarou Pelosi após pousar na ilha. “Nossa solidariedade com os 23 milhões de moradores de Taiwan é mais importante do que nunca, em um momento no qual o mundo encara uma escolha entre a autocracia e a democracia”.

Com a visita, Pelosi se tornou a primeira representante do alto escalão do governo norte-americano a visitar Taiwan desde 199.

Desde a semana passada, o governo chinês vem fazendo ameaças aos Estados Unidos caso a presidente da Câmara fosse à Taiwan, que Pequim considera parte de seu território e, portanto, entende a visita como uma provocação.

Presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, fala durante uma coletiva de imprensa no Capitólio em Washington nesta quinta-feira, 27 de agosto de 2020 — Foto: J. Scott Applewhite/AP

DÚVIDA 

O avião do governo norte-americano saiu da Malásia, a primeira parada de Pelosi em uma viagem à Ásia nesta semana. O voo, no entanto, não apresentava destino final. Ao se aproximar de Taiwan, o site Flight Radar atualizou que o local de pouso da aeronave é o aeroporto de Taipei.

O site também mostrou um roteiro do voo incomum para o trajeto entre a origem e o destino. A aeronave fez uma grande curva contornando o mar da China.

Reprodução do site Flight Radar 24 mostra itinerário de avião do governo dos Estados Unidos, circulando o mar da China e indo na direção de Taiwan, em 2 de agosto de 2022. — Foto: Reprodução

Até o avião pousar, o governo dos Estados Unidos não havia se pronunciado sobre se Pelosi iria a Taiwan.

PELOSI X PEQUIM

A visita da presidente da Câmara dos Estados Unidos reflete o histórico de Nancy Pelosi de confronto com a China. Há 30 anos, Pelosi apareceu de surpresa na Praça da Paz Celestial com cartazes em homenagem aos dissidentes do governo chinês mortos no protesto que marcou o local em 1989.

Desde então, ela tem sido uma forte crítica de Pequim, principalmente com temas relacionados aos direitos humanos. 

RELACIONADOS

Língua portuguesa é a quarta mais falada no mundo

Redação

Cidade de Donbas é totalmente destruída por russos, anuncia Zelenskiy

Junior Ferreira

Ucrânia diz ter encontrado 44 corpos nos escombros de prédio em Izium

Junior Ferreira