Portal Uno Midias
Cotidiano

VÍDEO: deputado de Roraima Jalser Renier é preso suspeito de ordenar sequestro e tortura de jornalista

A Polícia Civil de Roraima prendeu (veja vídeo abaixo) na tarde desta sexta-feira, 1, o deputado estadual Jalser Renier (Solidariedade). Ele é suspeito de ser o mandante do sequestro e tortura do jornalista Romano dos Anjos. Jalser nega participação no crime. Romano teria sido vítima de represália de conteúdos publicados contra o deputado.

O parlamentar foi detido no escritório dele, no bairro Canarinho, na Zona Norte de Boa Vista.

A juíza Graciete Sotto Mayor Ribeiro é quem expediu o mandado de prisão preventiva contra o deputado.

O cumprimento da ordem foi do promotor de Justiça Isaías Montanari Junior e do delegado da Polícia Civil, João Evangelista, durante a Operação Pulitzer II.

A ação foi deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

Também está sendo cumprido mandado de busca e apreensão.

Após ser preso, o deputado, exaltado, repetiu por diversas a frase “isso é um abuso”.

A assessoria do parlamentar ainda não se pronunciou sobre a prisão.

Crédito: Divulgação – Jornalista Romano dos Anjos

Outras prisões

No mês de setembro, sete policiais militares foram presos na operação Pulitzer I. A maioria dos militares investigados trabalhava para o deputado Jalser na época do sequestro.

Jalsen era presidente da Assembleia Legislativa de Roraima.

Sequestro e tortura

O sequestro e a tortura do jornalista Romano dos Anjos, de 40 anos, aconteceram na noite do dia 26 de outubro de 2020.

Ele foi levado de casa no próprio carro localizado pela polícia queimado cerca de uma hora depois.

O jornalista teve as mãos e pés amarrados com fita e chegou a ser encapuzado. Romano foi deixado na região do Bom Intento, zona Rural de Boa Vista.

Na manhã do dia 27, ele foi encontrado por um funcionário da Roraima Energia.

Investigação

As investigações lideradas pelo delegado João Evangelista apuraram que o sequestro e tortura do jornalista apontaram para um crime motivado por vingança e represália ao modo de atuação do jornalista.

Romano publicou diversos conteúdos com críticas ao trabalho do então presidente da Assembleia Legislativa Jalser Renier.

*Com informações de Portal Norte de Notícia/Foto: Divulgação

RELACIONADOS

Equipes da Depca prendem homem que abusou sexualmente da própria neta em Presidente Figueiredo

Redação Am

Imagem Forte: corpo em estado de putrefação é encontrado amarrado e boiando em Iranduba

Junior Ferreira

Providing World Class Company and Fresh Innovations

Jamil Maciel