Portal Uno Midias
Politica

Vereador de Manaus defende que seja negado hospital a paciente não vacinado

MANAUS – O vereador de Manaus Sassá da Construção (PT) defendeu, na tribuna da Câmara Municipal de Manaus, na terça-feira (23) que as pessoas que optaram por não tomaram a vacina também não tenha atendimento hospitalar em caso de infecção por Covid-19.

Segundo o parlamentar, “95% da população não vacinada está sendo infectada pelo vírus na Alemanha e nos Estados Unidos. A vacina é importante. A quarta onde está acontecendo”.

“Nós temos que ‘colocar’ uma lei para as pessoas que não tomarem vacina, não tem hospital para eles. Querem cobrar, mas não sabem que tem que fazer o dever de casa. Tem que ter consciência”, afirmou.

O vereador também criticou a distribuição de ingressos para shows e jogos de futebol como forma de incentivo à vacinação, como vem fazendo o Governo do Amazonas.

A campanha Vacina Premiada sorteou ingressos para a partida Brasil x Uruguai pelas Eliminatória da Copa do Mundo, realizada na Arena da Amazônia no dia 14 de outubro. Nesta semana, a campanha está sorteando ingresssos para jogo de futebol feminino e shows musicais e humorísticos.

“Não invente de dar ingressos, não. Não pode dar incentivo para a pessoa tomar vacina, não. Tem que tomar por vontade própria”, sugeriu o vereador.

“Estar dando cesta básica, estar dando ingressos para tomar vacina… Sou contra isso. Tem que tomar vacina por conta própria. Isso é corrupção. Essa pessoa que só quer tomar vacina por troca, por uma coisa… Essa pessoa tem que ser presa”, disse Sassá.

*Com informações de Amazonas Atual/Foto: Divulgação

RELACIONADOS

Bolsonaro recria Ministério do Trabalho e coloca Onyx na pasta

Redação

Rádio Tiradentes usava terreno público em Coari e será despejada

Jamil Maciel

Roberto Cidade garante apoio da ALE aos membros da CPI da Amazonas Energia

João Alves