Portal Uno Midias
Politica

Secretário de Comunicação vai à Câmara somar esforços para esclarecer vídeo com fortes indícios de manipulação

O secretário municipal de Comunicação, Israel Conte, esteve, na manhã desta terça-feira, 19/3, no plenário da Câmara Municipal de Manaus (CMM), para se colocar à disposição dos vereadores que também querem esclarecer o vídeo veiculado semana passada e que ataca a Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom). Uma sacola com valor em espécie é supostamente entregue na sede da Semcom em uma sequência de imagens com trechos confusos, sem continuidade, com fortes indícios de manipulação.

O vídeo, sem procedência conhecida, foi publicado pelo portal Metrópoles em 14/3. No mesmo dia, o secretário determinou imediata apuração do caso, para saber em que circunstâncias a gravação foi realizada.

Na Câmara, o secretário foi recebido pelo presidente da Casa Legislativa, vereador Caio André. “Está claro que o vídeo contém fortes indícios de manipulação. Importa esclarecer os fatos para evitar que outras pessoas e instituições sejam atacadas. A gestão do prefeito David Almeida prima pela transparência e harmonia entre os poderes. E é respeitando a Câmara que me coloco à disposição para prestar todos os esclarecimentos pertinentes a esta questão”, ressaltou o secretário Israel Conte.

Durante o grande expediente, momento do plenário em que os parlamentares discursam, vereadores apoiaram a iniciativa de Israel Conte, de manter a transparência nos atos e condutas da Secretaria.

“Como em toda a gestão do prefeito David Almeida, nenhum secretário se furtou de vir a esta casa. E com o secretário Israel não será diferente. Ele estará aqui amanhã (quarta-feira, 20/3), em respeito à Câmara, aos vereadores e à população da cidade de Manaus”, destacou Raulzinho, vice-líder do prefeito David Almeida na CMM, que acrescentou:

“O que vimos na semana passada foi um vídeo de ataque. Vários vereadores aqui já foram vítimas de algum tipo de perseguição, de ataque e de fake news, sobretudo nesse momento em que nos aproximamos das eleições. Se há denúncia, as respostas virão. Toda mentira tem perna curta”, sustentou Raulzinho.

O vereador Elan Alencar foi enfático ao questionar a veracidade da publicação, ressaltando a necessidade da apuração isenta do caso.

“Se o prefeito David Almeida, se a Prefeitura de Manaus for dar atenção a qualquer portal ou notícia fake, ninguém trabalha. Qualquer vídeo de 30 segundos vira uma lacração e muda a opinião pública. A gente tem que ter responsabilidade. A gente fica aqui sendo julgado por portais que nem de Manaus são. (Esse mesmo portal) já atacou até o próprio colega vereador Carpê”, afirmou Elan.

Cautela

O vereador Mitoso enfatizou que o momento é de avaliação e requer cautela, para evitar julgamento precipitado. “Às vezes, a gente incorre em erros quando julga alguém precipitadamente. Lamentavelmente, algumas pessoas já estão fazendo juízo de valor. O secretário veio com muita humildade, sem protocolarmos qualquer requerimento. Pelas informações que tenho, ele já pediu um laudo pericial dessa peça e tudo será esclarecido, não a mim, mas a todos dessa casa legislativa”.

Ao final dos discursos sobre o tema, o vereador Gilmar Nascimento argumentou que os vereadores da casa têm o compromisso em manter o respeito e urbanidade, com o dever fundamental de ajudar a administrar a cidade de Manaus e, como representantes do povo, e não juízes, impedir que ataques gratuitos maculem a imagem de pessoas.

Ataques sistemáticos

“A casa que representa o povo de Manaus deve dar o exemplo de maturidade, de sabedoria. Quando você vê uma fake news, (partindo) de pessoas inescrupulosas, de pessoas que procuram destruir as outras… não suportamos mais. Manaus quer uma campanha com proposituras, com seriedade”, acrescentou Nascimento, fazendo referência aos ataques que a gestão tem sofrido com a proximidade da campanha eleitoral.

Na véspera do Natal passado, o prefeito de Manaus, David Almeida, foi vítima de uma deepfake, ou seja, uma fake news com uso de inteligência artificial, a primeira do País contra um gestor. Na ocasião, um áudio fabricado com a voz do prefeito proferia xingamentos aos professores. O caso é investigado pela Polícia Federal, em inquérito que já resultou em operação com buscas e apreensões, incluindo em uma agência de publicidade local, que já teve políticos como clientes.


Publicado em – https://www.manaus.am.gov.br/noticias/gestao/secretario-comunicacao-camara/

Texto – Divulgação / Semcom

Foto – Divulgação / CMM

CONTEÚDOS PATROCINADOS

RELACIONADOS

Saúde: Assembleia Legislativa debate prevenção e combate à surdez

Jamil Maciel

Operação Spoofing: Delgatti é condenado a 20 anos de prisão

Redação

Lula quer emprestar dinheiro do BNDES para mau pagador

João Alves