Portal Uno Midias
Geral

Reunião Geral das Câmaras Setoriais debate ações e define plano de trabalho

Encontro contou com representantes de sete segmentos da indústria, comércio, mineração e turismo, entre outros 

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), realizou, nesta terça-feira (12/09), a 2ª reunião Geral das Câmaras Setoriais, para debater as ações e delinear um plano de trabalho para os próximos meses. O evento ocorreu no auditório do Senai, localizado na avenida Rodrigo Otávio, 2394, Distrito Industrial I, zona Sul da cidade. 

De acordo com o secretário-executivo da Sedecti, Gustavo Igrejas, o objetivo da reunião foi promover, estimular, articular e intermediar nas representações, promoções e defesa dos interesses do desenvolvimento econômico do Estado do Amazonas nos diversos setores econômicos. 

“A reunião de hoje foi muito importante. Nós estamos na fase de definição de ações. As câmaras setoriais acabaram ficando paradas por conta da pandemia e outros problemas por quatro anos, mas nós estamos retomando essas ações e estabelecendo as mais condizentes com a realidade atual, conforme as demandas que a sociedade nos traz”, pondera. 

Igrejas acrescentou que a 3ª reunião geral será realizada até dezembro deste ano com o objetivo de prestar contas. Mas adiantou que cada câmara dos diferentes segmentos continuará com reuniões periódicas para atender e beneficiar toda sociedade. 

A reunião contou com representantes das sete Câmaras Setoriais estruturadas da seguinte forma: Agroindústria, Bioindústria, Comércio e Serviços, Indústria, Micro e Pequenas Empresas, Recursos Minerais e Turismo. 

Um dos representantes das câmaras, o vice-presidente da Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam), Nelson Azevedo, ressaltou a importância das discussões em torno das câmaras setoriais. 

“Esse é um momento muito importante para cada um se manifestar e discutirmos todos os problemas, os que estão no passado, o presente e o futuro, para podermos traçar algo melhor para o nosso Estado, que gere confiança, que gere garantia, para não dar insegurança jurídica e sim continuarmos sendo um projeto bom de desenvolvimento e de atração de investimentos que é o nosso modelo Zona Franca de Manaus”, declarou Nelson. 

O diretor da Federação do Comércio do Estado do Amazonas (Fecomércio), Enock Alves, explicou que as reuniões contribuem para colocar os trabalhos em prática. “Eu vejo essa reunião como um marco importantíssimo. Essas câmaras são importantes para ouvir as demandas do comércio, da indústria, enfim, toda a sociedade, de forma que pudemos discutir todas as ações para o desenvolvimento de todos os segmentos”. 

No total, a pauta relacionou 14 temas, entre os quais  a revitalização e ordenamento do Porto de Manaus; a revitalização de estudo de viabilidade visando a construção da segunda pista do aeroporto internacional; ordenamento do Centro Histórico e criação de plano de ação para o Estado para melhorar o ambiente de negócios do setor de turismo

Também foram discutidos temas como a regularização fundiária e georreferenciamento da gleba completa do Distrito Agropecuário (DAS) e da Área de Expansão do DI (EADI); ampliação da comercialização de produtos regionais por meio do Projeto de Preferência Regional e atração de empresas para o projeto  Biodarpe.

A pauta da reunião incluiu ainda a estruturação de laboratórios para certificação de produtos regionais; criação de banco de dados da bioeconomia do Amazonas; estabelecimento de uma política para melhorar o ambiente de negócios DIMPE e criação da Lei Municipal de Incentivos Fiscais para as indústrias da Zona Franca; capacitação dos trabalhadores do DI. 

Fotos: Bruno Leão/Sedecti

CONTEÚDOS PATROCINADOS

RELACIONADOS

Assembleia Legislativa aprova título de cidadão do Amazonas a Whindersson Nunes

João Alves

Mais de 500 pessoas foram presas por violência contra pessoa idosa esse ano no Brasil

João Alves

Vídeo: ‘amarelinho’ atropela motociclista na zona leste de Manaus

João Alves