Portal Uno Midias
Cotidiano

Polícia investiga grupo que vendia peças adulteradas para a Petrobras

Policiais civis do Rio de Janeiro investigam empresários suspeitos de vender equipamentos velhos e adulterados para a Petrobras. Os alvos da operação Prometheus, desencadeada nesta terça-feira (7), são todos de uma mesma família.

Segundo a Polícia Civil, as peças fornecidas pelos investigados não apresentavam as características exigidas em contrato, além de serem produtos usados, com marcas de desgaste e oxidação.

Risco

Notícias relacionadas:

Petrobras doa mais de R$ 5 milhões para municípios do RS.Petrobras: produção de petróleo e gás cresce 3,7% no trimestre.Entre 2019 e 2022, os empresários investigados firmaram cerca de três mil contratos com a estatal petrolífera e receberam R$ 26 milhões em pagamentos.

As investigações foram realizadas em parceria com a Petrobras. Segundo a Polícia Civil, caso os equipamentos adulterados tivessem sido utilizados, gerariam risco para a vida dos profissionais e para a segurança das instalações.

Na ação de hoje, os agentes cumpriram dez mandados de busca e apreensão em Cabo Frio, na Região dos Lagos. Pelo menos uma lancha e cinco veículos foram apreendidos.

CONTEÚDOS PATROCINADOS

RELACIONADOS

Detran Amazonas promove a primeira edição do prêmio Melhores do Trânsito

PF desarticula grupo por fraude contra Caixa e prefeitura no Paraná

Arthur Lira cancela presença em ato para lembrar 8 de janeiro