Cidade

Mais quatro unidades de ensino serão entregues até dezembro para o ano letivo de 2021, garante prefeito

“Até o final do meu mandato, outras quatro unidades de ensino da rede municipal serão entregues para as zonas Norte e Leste”, garantiu o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, ao vistoriar nesta segunda-feira, 16/11, obras do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Magnólia Frota, no conjunto Renato Souza Pinto, o Centro Integrado Municipal de Educação (Cime) do bairro Novo Aleixo, na zona Norte, e as escolas municipais de Ensino Fundamental (Emef) Divino Pimenta, no bairro Jorge Teixeira, e Júlia Barjona Labre, no bairro São José, na zona Leste.

Tudo isso nos garantiu os avanços que alcançamos nos últimos anos e ainda iremos alcançar, pois educação é um investimento a longo prazo”, ressaltou o prefeito.

Tanto o Cmei Magnólia Frota quanto a Emef Divino Pimenta estão com 85% de execução das obras, com foco na fase de acabamento, instalação de esquadrias, forro e pintura do prédio. A estimativa é que a entrega das duas escolas seja feita na segunda quinzena de dezembro. “Eu sempre acompanho de perto o andar das obras e vejo isso como uma forma de motivação, pois a cada visita os trabalhadores se sentem satisfeitos em mostrar o que temos de novidade”, comentou Arthur.

O prefeito de Manaus ainda visitou as obras da Emef Júlia Barjona Labre, São José, zona Leste, que já alcança 70% de conclusão e deve atender, para o próximo ano, mais de 1.700 alunos. “Lamentavelmente, essa escola foi posta no chão e eu tenho a obrigação de colocá-la em pé até o dia 31 de dezembro. Essa é outra obra à qual dedico visitação, quase que diariamente”, destacou.

Ainda no esquema de visitas, o prefeito esteve no Cime do conjunto Águas Claras, Novo Aleixo, para conferir o andamento que apresentou significativa melhora e cumprimentou os trabalhadores. “Essas grandes escolonas do futuro foram pensadas para dar espaço e perspectiva de futuro para os filhos dos trabalhadores, inclusive os trabalhadores das construções da prefeitura”, disse.

O estudante de licenciatura em Matemática e motorista da empresa responsável pela construção do Cime do Novo Aleixo, Jonathas Marques, relatou que ao se deparar com a obra, novos objetivos foram traçados para sua vida. “Ver o investimento dessa obra me fez refletir sobre a minha vocação. Daqui a poucos anos, quero eu poder ser professor nessa escola, que estou ajudando a construir, e contribuir com a educação da nossa cidade”, relatou.

Os Cimes integram o Projeto de Expansão e Melhoria Educacional da Rede Pública Municipal de Manaus (Proemem), com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), de US$ 52 milhões. Em contrapartida, a prefeitura realiza a construção de sete creches.

— — —

Texto – João Paulo Gonçalves e Fábio Leite / Semcom

Fotos – Alex Pazuello / Semcom

Leia Também

IPVA de 2019 registra queda de 3,33%

admin

Josué Neto solicita reforma da escada de acesso à Balsa Amarela da Feira da Manaus Moderna

admin

Rio deve ter o dia mais quente do ano nesta sexta-feira

Junior Ferreira