Portal Uno Midias
Educação

Estudantes da rede estadual conquistam 154 medalhas na Olimpíada Brasileira de Matemática

Os estudantes da Secretaria de Estado de Educação e Desporto conquistaram 154 medalhas na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) de 2021. O resultado foi divulgado pelo Ministério da Educação na terça-feira (18/01). Ao todo, foram 124 medalhas para alunos da capital e 30 para estudantes do interior do Amazonas. Além disso, 25 escolas foram premiadas.


A secretária estadual de Educação e Desporto, Kuka Chaves, diz que essas conquistas são reflexo da dedicação e comprometimento de professores e alunos. “É muito importante termos esse tipo de reconhecimento, pois uma das políticas do governador Wilson Lima é melhorar ainda mais o ensino da rede pública. E a OBMEP, assim como outras avaliações externas, nos mostram que estamos no caminho certo. E com preparo e incentivo, teremos muito mais medalhistas”, enfatiza. 

A aluna do 8º ano Melanie Stephanie Silva de Araújo, da Escola Estadual José Carlos Mestrinho, na zona sul da capital, foi uma das medalhistas de ouro da 16ª edição da Olimpíada. Ela conta que gosta de Matemática e sempre estudava para se preparar para a prova, tanto na escola quanto em casa. 

“Eu gosto de número, acho interessante a Matemática. Eu fazia as provas de site da OBMEP, tinha ajuda da minha família e dos professores com os conteúdos. Eu gostei muito do resultado porque me esforcei bastante, agora eu vou estudar mais para ganhar outras medalhas”, conta a estudante. 

Além de Melanie, outros dois estudantes de Manaus foram reconhecidos com a classificação de ouro, no Nível 1, que corresponde ao 6º e 7º anos do Ensino Fundamental. Ainda neste nível, 14 alunos da capital receberam medalhas de prata, e 40 foram premiados com a medalha de bronze.


No Nível 2, voltado a estudantes de 8º ou 9º anos do Ensino Fundamental, foram 33 medalhistas de bronze, três de prata e dois de ouro. No Nível 3, cujas provas são para alunos do Ensino Médio, 19 estudantes das escolas estaduais de Manaus conquistaram a medalha de bronze, nove alcançaram medalhas de prata, e um ficou com a de ouro.

Escola reconhecida – A Escola Estadual Tiradentes, na zona sul de Manaus, foi a única escola a ser premiada por alcançar a maior pontuação em cada um dos quinze grupos de aplicação da prova. O gestor da unidade, Lúcio Vitor, diz que a OBMEP representa a possibilidade da escola e dos alunos testarem suas habilidades e aprendizagens, limites e possibilidades através da participação nessa avaliação. 

“Os alunos e professores se empenharam bastante, pois no ensino da Matemática, o foco se dá na resolução de problemas, exercitando constantemente as atividades de fixação. Estimular nos alunos a participação nesses eventos é importante, devido ao sentimento de pertencimento do aluno para com a escola, tornando-se um representante da mesma. Os resultados colhidos são frutos de árduo trabalho e nos faz refletir que estamos no caminho certo, que é o de ressignificar o processo de ensino aprendizagem dos nossos alunos”, destacou o gestor. 

As escolas José Carlos Mestrinho; Prof. Djalma Batista; Profª Leonor Mourão; Profª Eunice Serrano; Brigadeiro João Camarão Telles; Waldock Fricke de Lyra; Áurea Pinheiro Braga; Senador João Bosco; a Escola Estadual de Tempo Integral (EETI) Prof. Sérgio Pessoa, e o Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti) Marcantonio Vilaça II também foram reconhecidas por alcançarem maior pontuação em seus respectivos grupos. 


FOTO: Eduardo Cavalcante/ Seduc-AM 

RELACIONADOS

Curso ministrado por mulheres cientistas tem inscrições abertas para alunos da rede estadual de ensino

Redação Am

Novo Ensino Médio: Secretaria de Educação inicia formação com professores de Manaus

Redação Am

Com carta motivacional, escola resgata alunos para conclusão dos estudos

Redação Am