Portal Uno Midias
Governo do Amazonas

Apoiada pelo Governo do Amazonas, jornada sobre educação em sensoriamento remoto discute novos rumos da geotecnologia

O evento é amparado pela Fapeam e será realizado de 21 a 25 de novembro, em Manaus 

Com o objetivo de estimular a reflexão sobre a geotecnologia e aperfeiçoar a área da educação que discute o sensoriamento remoto, será realizada em Manaus a “XIII Jornada de Educação em Sensoriamento Remoto no Âmbito do Mercosul”. O evento é apoiado pelo Governo do Amazonas, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), via Programa de Apoio à Realização de Eventos Científicos e Tecnológicos no Estado do Amazonas (Parev), edital nº 005/2023. 

O encontro acontece de 21 a 25 de novembro, na Universidade do Estado do Amazonas (UEA), no auditório da Escola Normal Superior, localizada na Avenida Djalma Batista, no bairro Chapada, Zona Centro-Sul de Manaus. A intenção é promover a troca de experiências entre cientistas e docentes, que fazem parte de instituições de pesquisa, do ensino superior (graduação e pós-graduação) e da educação básica nos países integrantes do Mercosul (Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela). 

Com o tema “Por um Planeta mais conhecido: consolidando as Geotecnologias na Educação”, a conferência deve reunir alguns dos principais nomes da área de sensoriamento remoto.  

O evento é coordenado pelo pesquisador Flávio Wachholz, que é professor associado do curso de Geografia e do Mestrado Profissionalizante de Gestão e Regulação dos Recursos Hídricos (Profágua) da UEA. Segundo Flávio, o sensoriamento remoto auxilia no desenvolvimento de pesquisas de diferentes áreas do conhecimento. Compreender o uso de recursos tecnológicos como imagens de satélites, aplicativos de localização e geoportais garante um melhor entendimento sobre o planeta. 

“Na Amazônia, por exemplo, permite o monitoramento do desmatamento e das queimadas”, explica Flávio. “É importante que essa ferramenta se consolide como recurso didático na educação básica, especialmente por professores de geografia, ciências biológicas e pedagogia. Na educação superior, a lista de cursos que usam desta tecnologia se amplia cada vez mais, como: engenharias, agronomia, geografia, biologia, geologia e meteorologia”. 

O evento está sendo organizado por programas de pós-graduação credenciados pela Capes, e conta ainda com o apoio da Associação de Especialistas Latino-Americanos em Sensoriamento Remoto (Selper Brasil). O público-alvo é formado por estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores da educação básica de instituições públicas e privadas, e demais especialistas envolvidos com estudos relacionados à sensoriamento remoto e geotecnologias nos países do Mercosul. 

Programação 

A programação inclui minicursos, palestras, mesas-redondas, sessões temáticas e apresentação de pôsteres. Com a presença de professores que realizam pesquisas na região, também será realizado um trabalho de campo, que irá acontecer no complexo fluvial de Anavilhanas, em Novo Airão ( a 115 quilômetros de Manaus).  

“O trecho multicanal do Rio Negro abriga centenas de ilhas, lagos de água preta, ecossistemas de igapó e uma rica biodiversidade de fauna e flora. Os participantes terão a oportunidade de conhecer e discutir os resultados de pesquisas que exploram a aplicação do sensoriamento remoto no estudo desse complexo ecossistema fluvial”, explica o pesquisador. 

Inscrições 

As inscrições podem ser realizadas através do site: https://selperbrasil.org.br/inscricao/xiii-jornada-de-educacao-em-sensoriamento-remoto-no-ambito-do-mercosul/  

Mais informações estão disponíveis em: https://www.grupogeotap.com/jornadas  

Sobre o Parev 

O Programa apoia a realização de eventos regionais, nacionais e internacionais, nas modalidades presencial, virtual ou híbrida, sediados no Amazonas, relacionados à Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I), como: congressos, simpósios, workshops, seminários, ciclos de palestras, conferências e oficinas de trabalho, visando divulgar resultados de pesquisas científicas e contribuir para a promoção do intercâmbio científico e tecnológico. 

Confira a agenda de eventos científicos apoiados pelo Governo do Amazonas, por meio da Fapeam, via Programas de Apoio à Realização de Eventos Científicos e Tecnológicos no Estado do Amazonas (Parev) e POP CT&I, que está disponível em: https://www.fapeam.am.gov.br/programacao-de-eventos-cientificos-e-tecnologicos-apoiados-pela-fapeam/  

FOTO: Divulgação do Evento

CONTEÚDOS PATROCINADOS

RELACIONADOS

Investindo na expansão da produção agrícola, Governo do Estado entregou mais de 11,7 mil kits da agricultura familiar em 2022

Redação Am

Governo do Amazonas decreta ponto facultativo na sexta-feira (22/04)

Redação Am

Governo do Estado entrega R$ 150 mil em fomento para Abrigo Moacyr Alves

Redação Am