Portal Uno Midias
Amazonas Politica

ALEAM e OAB/AM intervêm na ação que pode prejudicar moradores do conjunto Castanheiras

Uma comissão de moradores do conjunto Parque das Castanheiras 2, bairro no Zumbi dos Palmares (zona Leste de Manaus), esteve na manhã de segunda-feira (14), no auditório Beth Azziz da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM), em reunião técnica, de autoria do deputado estadual, Álvaro Campelo (Progressistas), para discutir a ação de despejo e a propriedade desses imóveis.

Na reunião, da qual participaram Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE/AM), Ordem do Advogados do Brasil (OAB/AM) e Instituto Municipal de Planejamento Urbano (IMPLURB), foram apresentados documentos demonstrando que, desde 1991, moradores do conjunto tentam negociar a aquisição de suas casas com a antiga proprietária e com a atual construtora responsável, mas não conseguem finalizar os acordos.

Segundo o presidente da associação de moradores do conjunto, Weiner Barbosa, as negociações arrastam-se há alguns anos com a empresa anterior, antes da BRASCON, atual responsável pelo empreendimento. “Os moradores que estão nos imóveis querem pagar de forma legal pelas casas, mas não sabem para quem, pois antes da BRASCON, havia outra empresa que faliu, havia uma credora e a Caixa Econômica que também investiu no loteamento. Nós queremos uma conciliação, chegar a um acordo para ter a certeza a quem devemos pagar”, disse Barbosa.

De acordo com Álvaro Campelo, membro das Comissões de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa e da OAB-AM, a reunião foi provocada pela Associação de Moradores do Parque Castanheiras 2, com o objetivo de tentar encontrar solução para o problema. “São mais de 100 moradores que vivem na incerteza diária se vão continuar nesses imóveis ou não. Estamos propondo uma nova reunião, com a presença dos representantes da construtora, OAB/AM, DPE e Implurb para tentar um novo acordo, que possa ser viável para todos os envolvidos”, afirmou o parlamentar.

O próximo encontro está marcado para o dia 05 de julho, data em que grande parte dos moradores do Castanheiras 2, espera ter uma solução para o problema que já dura quase 30 anos.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Dep. Álvaro Campelo

Foto: Divulgação

Related posts

Amazonas recebe lote com 35.100 doses de vacinas contra Covid-19

Redação Am

Governo do Estado entregará 62 mil cestas básicas para pescadores do Amazonas

Redação

Debate ‘Primárias’ reúne Ciro, Leite e Mandetta

Redação