Portal Uno Midias
Notícias Corporativas

Evento apresentou o crescimento das mulheres no mercado financeiro

Evento apresentou o crescimento das mulheres no mercado financeiro
Evento apresentou o crescimento das mulheres no mercado financeiro

O webinar promovido pelo Comitê de Diversidade, Equidade e Inclusão do Brazil-Florida Business Council (BFBC), colocou em foco lideranças femininas que atuam no setor financeiro.

O evento reuniu a visão de cinco líderes femininas do mercado financeiro, que discorreram sobre suas experiências, desafios e oportunidades enfrentadas por elas diariamente.

Para Sueli Bonaparte, presidente fundadora do BFBC, o evento destaca não apenas as conquistas individuais das palestrantes, mas também a importância crescente das mulheres neste segmento da economia, que enfrentam desafios persistentes na busca por igualdade.

“Apesar dos avanços significativos, as estatísticas ainda refletem desigualdades de gênero, com menor acesso a recursos financeiros e oportunidades de emprego. À medida que as mulheres continuam a trilhar seu caminho neste setor, todos se beneficiam, com uma abordagem mais equilibrada, decisões financeiras mais informadas e uma sociedade mais igualitária”.

Segundo Silvia Oliveira, Gerente da Filial Digital no BB Americas Bank, 98% dos departamentos da empresa têm uma representatividade feminina, e, atualmente, mais de 70% do quadro de funcionários é composto por mulheres. Além disso, o banco oferece programas de treinamento e desenvolvimento, incluindo iniciativas para líderes e colaboradores em todos os níveis. Atualmente, gerencia a agência digital do banco, e possui mais de 20 mil clientes. “Damos toda a assistência ao cliente à distância, seja no Brasil, outros estados fora da Flórida, e até mesmo Portugal, com abertura de contas e também com o atendimento no que ele precisar.” Para Silvia, é cada vez mais fundamental estreitar o relacionamento do cliente e as novas soluções ofertadas pelo banco.

Carol Sousa Neiva, CEO da SA Finance & Accounting, enfatizou sua missão de auxiliar a comunidade brasileira nos Estados Unidos, oferecendo serviços contábeis e financeiros especializados, enquanto lidera uma equipe composta majoritariamente por mulheres. “Quero liderar e motivar outras mulheres e empreendedoras também na área”. Em sua fala, Carol também destacou a necessidade de uma comunicação eficaz, incluindo o uso do WhatsApp para atender às audiências dos clientes brasileiros, visto a baixa adesão do aplicativo pelos americanos. No entanto, também possui um portal, onde o cliente também acessa e simplifica toda a comunicação por meio deste.

Compartilhando sua trajetória e as mudanças significativas na representação feminina que vivenciou, a Head da América Latina na MoneyCorp Américas, Juliana Scolari, abordou algumas iniciativas voltadas às mulheres lideradas por ela dentro da corporação, como a implementação da licença maternidade de 9 meses. Além disso, apontou a importância da segurança e conformidade regulatória em um mercado financeiro globalizado, enfatizando o papel da tecnologia na facilitação de pagamentos internacionais. “Nosso diferencial tem a ver com a nossa tecnologia, então é uma tecnologia para distribuir, facilitar pagamentos internacionais, mas tudo com muita segurança”.

De acordo com Juliana, a evolução da MoneyCorp, de uma empresa inglesa para uma multinacional com presença no Brasil, reflete seu compromisso em agregar valor aos serviços bancários existentes.

O webinar ainda contou com a participação de Chantal Aybar, Vice-presidente de Corporações Multinacionais na J.P Morgan Chase, e Simone Melo, Vice Presidente do J.P Morgan Private Bank.

Chantal discorreu sobre sua jornada desde a chegada aos Estados Unidos em 2011 até sua posição atual de atuação com soluções financeiras para empresas multinacionais. Ela destacou a especialização do JP Morgan em investimentos estrangeiros nos EUA, que facilitam operações internacionais entre diferentes países e pontuou o compromisso do banco com a tecnologia e a personalização do atendimento, que tornam o banco acessível e seguro para seus clientes. “Então, cada vez mais, a cada ano, temos mais especialidades para que o banqueiro possa realmente ajudar o cliente na sua demanda”.

Simone Melo, falou sobre sua experiência e sua posição como uma mulher negra e brasileira na indústria financeira. Ela ressaltou os desafios enfrentados e o progresso feito na direção à igualdade de oportunidades, destacando seu envolvimento em grupos internos de apoio dentro da JP Morgan para promover a liderança negra dentro da empresa. Além disso, comentou sobre os programas de desenvolvimento oferecidos pela empresa para mulheres e funcionários em geral, que demonstram o compromisso do banco com a diversidade e inclusão; e sobre a parte investida na segurança de informações dos seus clientes. “O JP Morgan com cinco trilhões de dólares em sua carteira de investimentos. Anualmente, são bilhões de dólares investidos em segurança, segurança cibernética, proteção e software para nossos clientes. Todos nós estamos expostos a fraude, mas tentamos minimizar esses riscos ao máximo para os clientes”.

Para Sueli Bonaparte, em meio a essas histórias, fica claro que as mulheres estão desempenhando um papel fundamental no mercado financeiro, moldando o futuro do setor e contribuindo para uma sociedade mais equitativa. “A força da mulher no mercado financeiro é uma tendência positiva que está mudando o futuro das finanças no mundo inteiro”.

CONTEÚDOS PATROCINADOS

RELACIONADOS

Adoção de tecnologias digitais no Brasil cresce 11% no primeiro semestre de 2022

DINO

Mattermost Lança “OpenOps” para Acelerar a Avaliação Responsável da IA Generativa Aplicada aos Fluxos de Trabalho

DINO

Fusões e Aquisições apresentam movimentações no Brasil

DINO