Amazonas

Torneio Caixa Interclubes de Atletismo do Amazonas ocorre neste sábado, na Vila Olímpica

A Federação Desportiva de Atletismo do Estado do Amazonas (FEDAEAM) realiza neste sábado (28/11), a partir das 8h, o Torneio Caixa Interclubes de Atletismo entre equipes locais e do estado de Roraima. A competição, que conta com o apoio do Governo do Estado por meio da Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar), será realizada na pista de Atletismo da Vila Olímpica de Manaus, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste. Aproximadamente 90 atletas devem participar do torneio nas categorias sub-16, sub-20 e Adulto, nos naipes masculino e feminino.

O principal objetivo do evento é para que os atletas consigam uma preparação mais qualificada visando a disputa do Troféu Brasil de Atletismo e também do Campeonato Brasileiro Caixa de Atletismo sub-23. Além disso, a competição irá servir como conclusão do Curso Básico de Arbitragem em Atletismo, que está sendo realizado, nesta semana, em parceria com a Confederação Brasileira de Atletismo.

Um dos destaques da competição é o atleta Pedro Nunes, da categoria adulto, no lançamento de dardo. Segundo a presidente da Federação, Marleide Borges, há uma boa expectativa para o desempenho de Pedro, mas também se espera destaques para novos nomes da modalidade.

“Pedro é um atleta que se destaca há quase uma década, representa bem o estado e o país, sendo um dos primeiros no ranking adulto. Ele foi bem na disputa do Norte/Nordeste que aconteceu no início do mês, em Pernambuco. Também temos a expectativa do surgimento de novos talentos na categoria sub-16, que é a base para o crescimento da modalidade”, declarou.

Marleide falou ainda que sempre os familiares de atletas prestigiam as competições, em baixo número, mas participam, porém, ela ressalta o protocolo de segurança que deve ser praticado por todos.

“Tenho certeza que os familiares irão comparecer para prestigiar o evento, mas é sempre bom lembrar sobre as medidas de segurança contra a Covid-19. O uso de máscara é essencial por todos, inclusive os atletas e comissão técnica. Também será usado álcool em gel para higienização dos materiais de competição, bem como para higienizar as mãos. O atleta pode tirar a máscara na hora de competir, mas assim que finalizar a prova, deve colocar novamente. Com esses feitos, nós priorizamos a saúde de todos”, concluiu.

Fotos: Mauro Neto/Faar

Leia Também

Operação Curuquetê 2 embarga mais de 3,7 mil hectares de terras no sul do Amazonas

Victoria Farias

Governo do Estado retoma obras do Prosamim no Igarapé do 40

admin

Saque do abono salarial do PIS 2018/2019 vai até sexta-feira

admin