Plantão Policial

Responsáveis por massacre no Compaj em 2017, chefes de facções retornam a presídio do AM

Manaus – Líderes de organizações criminosas do Amazonas, que haviam sido transferidos para presídios federais por conta da alta periculosidade atribuída a eles, voltaram ao Estado nesta quarta-feira (11). A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).

Ao todo, pelo menos 13 detentos, que estavam na Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte (RN), devem chegar em Manaus por volta das 12h30, no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes. O grupo deve ser escoltado pela equipe do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), vinculado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP).

Entre os detentos, está o narcotraficante Clemilson dos Santos Farias, de 38 anos, vulgo “Tio Patinhas”. Apontado como “braço direito” de Gelson Carnaúba, o “Mano G”, o criminoso era o líder do Comando Vermelho em Manaus antes de ser preso.

Além do filho e primo de “Zé Roberto”, um dos fundadores da Facção Família do Norte (FDN), Luciano da Silva Barbosa, conhecido como “Luciano L7”, José de Arimateia Façanha do Nascimento, conhecido como “Ari”, respectivamente.

“A Seap solicitou a permanência desses detentos em regime federal. Entretanto, foi negado pela Justiça”, afirmou o secretário da Seap, coronel Vinícius Almeida.

Os 13 detentos serão encaminhados para a Central de Recebimento e Triagem (CRT) para os procedimentos de identificação. Em seguida, levados para o Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), onde irão ficar isolados durante 15 dias como medida preventiva contra o novo coronavírus.

Além de “Tio Patinhas”, “Luciano L7” e “Ari”. Também está na lista o Márcio Ramalho Diogo, o “Garrote”,  um dos principais líderes do massacre que resultou nas 56 mortes em 2017, no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj).

– Veja os outros nomes 

Fernando Felix da Silva, o “Imperador”

Rômulo Brasil da Costa

José Bruno de Souza Pereira, conhecido como “Bruninho”

Janderson Rolim Matos, vulgo “Passarinho”

Eduardo Queiroz de Araújo, o “Foguinho”

Florêncio Nascimento Barros, vulgo “Marabá’.

Fabrício Duarte Araújo

Romário Corvelo Fonseca, vulgo “Romarinho”.

Thiago Fernandes Soriano, o “Alemão”.

Com informações do portal CM7

Leia Também

Três homens que teriam sequestrado rivais em comunidade são presos em Manaus

admin

Polícia Civil solicita ajuda da população para localizar homem que desapareceu no bairro Educandos

Victoria Farias

TÃO NOVO, MAS PERIGOSO: PROFISSIONAL DE FALSIFICAÇÃO É PRESO VENDENDO CERTIFICADO DA SEDUC

admin