Amazonas

“Prosamim Sustentável, cuidando da sua casa” inicia com realização da primeira oficina

Cerca de 10 artesãs do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim), iniciaram, hoje (06/10), uma oficina de reutilização de pneus, no Elo (escritório administrativo) do residencial Mestre Chico 2, localizado no bairro Cachoeirinha, zona sul da capital.

A oficina de reutilização de pneus é parte do novo projeto, de fim de ano, de capacitação e geração de renda voltado às artesãs que residem nos residenciais do programa. O projeto “Prosamim Sustentável, cuidando da sua casa” vai construir parte do mobiliário de uma residência de forma sustentável, a partir do uso de materiais recicláveis.  

A oficina é ministrada pelo artesão Lucivan Cruz, 45, ex-morador da comunidade Arthur Bernardes, incendiada em 2012, e reassentado pelo Prosamim no residencial Mestre Chico. As artesãs aprenderam como construir cadeiras e mesas, reutilizando pneus usados e que seriam descartados no lixo ou igarapés.

Em virtude da pandemia e do combate à disseminação da Covid-19, as oficinas do projeto terão número limitado de artesãs, sendo sete alunas por turma, seguindo todas as medidas de segurança contra o novo coronavírus.

A assistente social do Mestre Chico 2, Aldenize Amorim, afirma que “o grupo de artesãs realiza uma grande troca de experiência, ensinando umas às outras suas habilidades, seja de culinária, artesanato e reciclagem. E o ‘Prosamim Sustentável, cuidando da sua casa’ é mais uma troca de conhecimento entre elas”.

Prosamim Sustentável, cuidando da sua casa ― O projeto compreende uma série de oficinas onde as empreendedoras irão aprender a produzir os mobiliários de uma residência, assim como, objetos de decoração, a partir de materiais recicláveis, como paletes, vidros, papelão, pneus e latas.

Uma exposição digital de toda a mobília feita com base nos materiais recicláveis está sendo programada para ser realizada com o intuito de marcar o encerramento do projeto. A exposição deve ocorrer em uma unidade habitacional do programa, no residencial Mestre Chico, em dezembro.

“A ideia inicial do projeto de fim de ano de 2020, seria fazer um showroom em uma das unidades habitacionais, de um dos residenciais do programa, expondo os materiais produzidos pelas artesãs e fazendo a comercialização dos mesmos com o intuito de gerar renda a esses moradores. Mas devido à Covid-19 e a segurança de todos, iremos fazer exposições digitais com os contatos das artesãs para que possam fazer suas vendas direto aos interessados”, afirmou a subcoordenadora social da UGPE, Viviane Dutra.

Fotos: Tiago Corrêa/UGPE

Leia Também

Corrida dos Curumins ganha espaço inclusivo da Seped

admin

Nos 70 anos do TCE-AM, governador Wilson Lima destaca papel de vanguarda do tribunal

Victoria Farias

Governo do Estado informa horário de funcionamento de serviços durante o feriado prolongado

admin