Internacional

Eleições nos EUA: Twitter segue censurando postagens de Trump

Em um ato que iniciou logo após os primeiros questionamentos do presidente Donald Trump sobre ilegalidades na apuração dos votos nos Estados Unidos, o Twitter segue censurando publicações do chefe de Estado sob a alegação de que os conteúdos “são contestáveis e podem ter informações incorretas”.

Em grande parte, as mensagens contestadas pela rede social como “incorretas” são aquelas em que Trump reclama de situações envolvendo o processo de apuração. Em uma delas, por exemplo, o presidente diz que “qualquer voto que entrar no dia após as eleições não será contado”.

Postagens de Trump foram marcadas como incorretas Foto: Reprodução

Ao todo, desde o início da apuração, 12 tuítes do presidente já foram censurados pela rede social, o total representa quase 40% das 31 postagens feitas pelo líder norte-americano desde o início da contagem de votos. Ao contrário de Trump, nenhuma das 31 publicações do candidato democrata Joe Biden recebeu qualquer aviso da rede social.

Com a sinalização, a publicação em questão não é exibida ao usuário como deveria e as interações com a postagem são praticamente impedidas. Ficam liberadas apenas os retuítes, mantendo a caixa de comentários, as curtidas e o compartilhamento da publicação proibida.

Agência Brasil

Leia Também

Trump volta a dizer que venceu as eleições nos Estados Unidos

Junior Ferreira

Primeiro lote da vacina russa contra Covid-19 é liberado para a população

Redação

Terremoto atinge Croácia em meio a pandemia de coronavírus

admin