Internacional

Dinamarca matará 17 milhões de animais devido ao coronavírus

Com o objetivo de evitar que uma nova mutação do coronavírus se espalhe, a Dinamarca anunciou que pretende sacrificar 17 milhões de visons. O anúncio foi feito pela primeira-ministra, Mette Frederiksen, após um estudo revelar que uma mutação impediria pessoas com Covid-19 de produzir anticorpos.

Visons são animais semelhantes a doninhas que são criados em fazendas e utilizados na fabricação de casacos de pele e peças de vestuário. Os animais que serão sacrificados representam todos os visons presentes no país.

De acordo com o estudo, os visons foram infectados por funcionários de uma fazendo de peles e sofreram a mutação. Com isso, o vírus foi retransmitido para os humanos.

Cientistas notaram que 12 pessoas foram infectadas com Covid-19 e, apesar de nenhuma delas ter ficado em estado grave, a produção de anticorpos acabou sendo fraca.

Em entrevista ao jornal Financial Times, Mette Frederiksen falou sobre a necessidade de se tomar uma medida “contundente” para não prejudicar o desenvolvimento de uma vacina da Covid-19.

– Devido à descoberta dessa mutação que prejudica a produção de anticorpos contra o coronavírus, é necessária uma ação contundente. Teremos que matar todos os visons. Essa nova variante do coronavírus traz o risco de uma vacina não funcionar como deveria – explicou.

Agência Brasil

Leia Também

Mãe mata filho de três anos sufocado para sair de férias

admin

Polícia de Israel detém casal brasileiro com 50 cápsulas de cocaína

admin

VENEZUELANOS EM RORAIMA AGORA SABEM DA AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA

admin