Justiça

Datena e Band terão que pagar R$ 109 mil a panificadora que foi rotulada como “Sanduba de Maconha”

O apresentador José Luiz Datena e a TV Band terão que pagar uma indenização a um empresário devido a uma reportagem que relacionava o nome de uma padaria com o tráfico de drogas. O episódio ocorreu em 2012. A informação foi dada pelo colunista Rogério Gentile, do portal Uol.

Com o nome de “Sanduba da maconha: traficante usava carro de padaria para vender droga”, a reportagem do Brasil Urgente mostrou o funcionário da padaria sendo preso em flagrante pelo crime. Na ocasião, a Band exibiu o nome do estabelecimento comercial e deixou claro que a panificadora não tinha relação com o crime.

Durante o programa, Datena também fez piada com o caso e chegou a questionar quem iria “desconfiar de uma ‘vanzinha’ de pão de queijo que tenha uma tonelada de maconha para distribuir”.

No entanto, Tiago Braga da Silva, dono da padaria, decidiu acionar a Justiça e argumentou que a reportagem exibiu a notícia de forma distorcida. Com isso, ele disse ter perdido diversos clientes e 30% de seu faturamento. Datena e a Band, no entanto, afirmaram que a reportagem deixou claro que a panificadora não era a responsável pelo crime.

Para o relator do processo, desembargador Fortes Barbosa, “os fatos, da forma como foram narrados, sem o cuidado de preservar a imagem da empresa, abalou sua honra”. Com isso, ele condenou Datena e a Band a pagarem R$ 109,3 mil de indenização.

Pleno News

Leia Também

TCE condena ex-diretora do Fundo de Habitação a pagar multa de R$ 6,15 milhões no Amazonas

admin

Aécio Neves é investigado por interferir em ação contra deputado

admin

Globo é processada em mais de R$ 600 milhões pela Conmebol por quebra de contrato

Junior Ferreira