Política

Capitão Alberto Neto e Orsine Jr. ouvem desportistas e apresentam compromissos com o esporte em Manaus

Líderes e presidentes de federações de esportes reuniram com o candidato a prefeito, Capitão Alberto Neto, e seu vice, Orsine Jr., da Coligação “Aliança por Manaus” (Republicanos/PMN/PTB), para discutir propostas visando a melhoria do segmento na cidade.

O encontro aconteceu na sede do PMN, localizada no Vieiralves, Zona Centro-Sul, e entre os principais assuntos debatidos apareceram o incentivo ao esporte de base, a importância da Educação paralela ao esporte e formas de captação de recursos.

“Viemos mais pra ouvir do que para falar. Mas quero dizer que eles não estão sozinhos e que queremos que façam parte da nossa administração. Saio com o discurso mais rico após ouvi-los. Está na hora de entrar em campo literalmente. Esporte é saúde e vida, mas é preciso recursos. Precisamos fazer uma administração moderna e aplicar o dinheiro público de forma inteligente. Sou vice-líder do presidente Bolsonaro e sei como conseguir recursos”, explicou Capitão Alberto Neto, deputado federal.

A futura gestão municipal idealizada por Capitão Alberto Neto e Orsine Jr. têm compromissos para apoio a prática esportiva. Tais como os projetos “Adote um Esporte”, a criação de uma lei municipal para o setor, a reforma dos centros esportivos, a recuperação de campos de futebol e a retomada dos projetos Bolsa Atleta e Segundo Tempo (com escolinha esportivas no contraturno escolar), entre outras iniciativas.

“O que não podemos é ter um campo de futebol sem iluminação e que se transforma em ponto de drogas”, disse ele, único deputado federal a enviar R$ 1 milhão em emendas de apoio ao esporte.

Esporte e Educação

Neste encontro, o candidato a vice-prefeito Orsine Jr. manifestou a ideia de que o Esporte precisa estar atrelado à Educação visando captar recursos.

“O problema do Esporte é essa confusão gerada pela Educação e esporte. Não admito que o Esporte não esteja ligado à Educação. Precisamos rever isso e criar um modelo de gestão administrativa”, disse o empreendedor, salientando que “o Município e o Brasil não têm fundo para o esporte”. Ele falou aos representantes o compromisso da prefeitura em criar um centro das federações com salas destinadas para as entidades.

Experiência

Com a experiência de ter comandado a Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer, a advogada Janaina Chagas, que esteve presente ao encontro, ressaltou: “É muito importante ouvir pessoas que vivem do esporte e esta reunião mostrou a atenção de ambos para esse tema que está abandonado e esquecido na nossa cidade”.

Destacando que o esporte é uma ferramenta de transformação da sociedade, Janaina Chagas ressaltou que quando esteve à frente da Sejel implantou projetos como Colônia de Férias, Rua Ativa com atividades esportivas aos finais de semana e escolinhas de modalidades esportivas dentro das escolas nos contraturnos.

“Nossa proposta é contribuir para a construção de uma nova sociedade, o esporte esteve presente na transformação de vários países de primeiro mundo. Queremos uma Manaus com mais investimentos no esporte para as nossas crianças e jovens e fazer disso a ferramenta que precisamos para um futuro diferente, com mais oportunidades e longe da criminalidade”, comentou ela.

Mudança

De acordo com o jornalista e desportista Eduardo Monteiro de Paula, é preciso uma mudança de comportamento no esporte municipal e a secretaria de Educação precisa estar intrinsecamente ligada a de Esporte para que a atividade física seja feita com a mesma importância que o desenvolvimento intelectual do cidadão.

“A essência de tudo está na escola, na iniciação da vida. Cerca de 60% das escolas de Manaus não têm dependência da prática esportiva. E como vamos formar um cidadão se ele não tiver o contato ou conhecimento da importância da atividade física na sua formação intelectual?”, disse Dudu.

Eduardo Monteiro de Paula/imagem arquivo

Para a presidente da Federação Amazonense de Desportos Universitários (FAUD), professora de Educação Física e técnica de vôlei, Lilian Rodrigues Valente, 55, o esporte de base, vinculado às escolas, é essencial para o erguimento do esporte. “A base de tudo é a escola. E o esporte está na escola e é básico em qualquer país do mundo”, disse a profissional, que defende que o CSU do Parque Dez se transforme em um centro olímpico.

Já para Andreza Azevedo, presidente da Federação Amazonense de Futsal de Salão (FAFS), “a ausência de recursos financeiros atrapalha o trabalho da modalidade”. O desportista Antônio Carlos, que é jogador de futebol amador, denunciou que campos e quadras da cidade estão abandonados. “Falta incentivo aos atletas”, comentou ele.

Jogador da seleção brasileira evangélica, o atleta Mauro Sérgio reclamou dos roubos de fiações elétricas nos campos da periferia”. O esporte me tirou de uma situação difícil. Precisa ser incentivado”, declarou ele.

Prevenção contra Covid-19

Durante os eventos, assim como em todos os demais compromissos da agenda de campanha, o candidato a prefeito Capitão Alberto Neto e o vice Orsine Jr., e todos os membros da equipe, observam os conceitos de prevenção à Covid-19. Foram utilizadas máscaras de proteção e todos passaram por higienização com álcool em gel e aferição da temperatura.

Foto: Gilson Mello
Assessoria de Imprensa:
Rita Ferreira – (92) 99181-3550
Milena di Castro – (92) 981137191 /984376322

Leia Também

MP denuncia Alckmin por corrupção e lavagem de dinheiro

admin

Gestão de Amazonino encerra com quadro fiscal equilibrado e arrecadação crescente

admin

Após pedido de Capitão Alberto Neto, Bolsonaro assina MP da margem de 5% para aposentados e pensionistas

Junior Ferreira