Política

Capitão Alberto Neto assume compromisso de comprar do pequeno produtor os ingredientes para merenda escolar, conceder títulos definitivos da terra e implantar fábrica de fertilizantes

O pequeno agricultor é peça fundamental para uma economia pulsante. É o que defendeu o candidato a prefeito de Manaus, Capitão Alberto Neto, em visita ao ramal do Areal, situado no ramal 41 da AM-010, onde falou de seus compromissos para impulsionar o setor primário.

Entre eles está a compra pela prefeitura dos ingredientes para a merenda escolar dos pequenos agricultores, a concessão dos títulos definitivos da terra e a implantação e de uma indústria de fertilizantes, aproveitando o potencial do interior do Amazonas no beneficiamento de nitrogênio, fósforo e potássio, componentes conhecidos pela sigla NPK que formam a base dos fertilizantes.

Daniele Souza Rocha trabalha há dez anos com produção de ovos e hortaliças. Nas propriedades vizinhas também são produzidos peixes e frutas, que são vendidos para mercadinhos. Ela relatou ao candidato todas as dificuldades enfrentadas pela categoria.

“Sem título definitivo da terra, muitos não têm acesso a crédito e não podem investir nas suas plantações. Outro problema é a compra da ração. Muitas vezes sai mais caro adquirir da Conab, pois os produtores grandes compram tudo e nós, que somos pequenos, não temos acesso a nenhum benefício”, contou.

“Como deputado federal tenho questionado a Companhia de Abastecimento (Conab) sobre o preço da ração vendida aos pequenos produtores. Estamos junto com vocês nessa luta para garantir um valor justo e o incentivo que a agricultura familiar necessita para prosperar. É meu compromisso e continuará sendo como prefeito”, disse.

Alberto Neto assumiu o compromisso de conceder título definitivo das terras pertencentes ao Município e buscar diálogo com Estado e União para garantir aos agricultores a regularização fundiária. “A posse da terra promove cidadania, emprego e renda para os trabalhadores”.

Merenda escolar regional

Além do direito a terra, Capitão também pretende assegurar a compra da produção dos pequenos produtores através de programas de regionalização da merenda nas escolas municipais e de auxílio no escoamento das mercadorias para comercialização em Manaus.

“Com a compra da merenda escolar feita diretamente dos pequenos agricultores nós iremos garantir o crescimento desses empresários e a qualidade da alimentação das nossas crianças. Também temos um grande projeto para a realização de feiras itinerantes, a reestruturação das feiras de Manaus e todo apoio necessário para que o produtor possa vender diretamente ao consumidor”, declarou.

O candidato à vice, Orsine Jr., garantiu que a Prefeitura será aliada da categoria. “Criaremos uma agência de desenvolvimento que irá facilitar a regularização, a criação de cooperativas, o acesso a crédito, pois se outros poderes não tem sido presentes, nós seremos parceiros de vocês”, disse.

“A merenda escolar da cidade de Manaus tem que ser comprada do pequeno produtor. Mas precisamos ter o processo legalizado, através de cooperativa, pois se não tiver o CNPJ a coisa não avança”, disse Orsine.

“É preciso que se crie uma agência, um órgão, para o produtor rural que cuide da intermediação da produção com a ponta final”, completou o candidato a vice-prefeito.

Orsine Jr condenou ainda o excesso de burocracia que sufoca o pequeno produtor rural. “Em cidades como Cuiabá, por exemplo, é possível abrir um comércio em 20 dias totalmente regularizado. Aqui em Manaus, são 200 dias: como você quer incentivar alguém a ter uma empresa se a Prefeitura trata o empresário como inimigo?”, encerrou Orsine Jr.

Foto: Euzivaldo Queiroz
Assessoria de Imprensa:
Rita Ferreira – (92) 99181-3550
Milena di Castro – (92) 981137191 /984376322

Leia Também

Últimos dias das Eleições 2020 são marcados por série de atentados políticos.

Redação

Prefeitura atua em área de erosão com risco de desabamento no Nova Cidade

admin

Josué Neto reforça importância das emendas parlamentares em entrega de equipamentos de saúde

admin